amigos do Petit pois lilás

De volta à vida! E sobre as dores e delícias de ser uma mãe que trabalha em casa.

Oláááá, boa tarde meus queridos e minhas queridas!
Domingão de chuva aqui, e a vida tomando seu rumo... Acabou a moleza, acabou a farra, carnaval passou, é agora que o brasileiro começa o ano! Eu já comecei por hoje, na preparação das coisas para amanhã... Deixando comida da semana planejada e meio ajeitada (o que posso fazer e congelar, faço para facilitar!), roupas de trabalho do marido e uniformes dos meninos já lavados, mochilas arrumadas e lancheiras também.

Gente, podem me chamar de doida, de careta, de gagá... Mas eu amo essa hora: De voltar à vida! Back to life!!!
Férias é tudo de bom, mas o que faz as férias serem férias é o trabalho, os afazeres, encomendas, tarefas do dia-a-dia... Senão seria tudo ócio... Pensa bem! E o ócio não estimula, não faz crescer... O que nos impulsiona são os desafios do cotidiano. O ócio das férias são o prêmio!

E desfrutado o prêmio (eu por mais de 2 meses que não levo a vida muito a sério, sem encomendas grandes, umazinha aqui, outra ali, só pra não ficar com muita saudade da máquina de costura...) bem, depois de ficar bastante tempo de pernas pro ar, é muito bom ver as coisas voltando aos seus lugares, arrumar a casa que estava de cabeça para baixo, retomar os compromissos... Hum... Eu curto d+! Estou na maior pilha hoje!
E amanhã, quando meus meninos forem pra escola e o maridão trabalhar, vou voltar a ver a vida andando nos trilhos novamente!!!

Esse assunto de rotina, tarefas e afazeres tem tudo a ver com um post que li outro dia no portal "M de Mulher", sobre mães que trabalham em casa
Somos nós, né? A maioria de nós, artesãs vivemos essa realidade. Poucas são as que tem o privilégio (conseguido com muito trabalho, não esqueçamos) de ter um ateliêr fora de casa, um espaço específico para trabalhar. E ser artesã em casa, assim como tantas outras profissionais que tem o privilégio de poder desenvolver seu trabalho em casa, perto da família e dos filhos, longe de trânsito, pressão de chefe, entre outras coisas; nós 'autônomas' aprendemos na prática que não só de privilégios e prós é a vida de profissional liberal. Existem alguns contras também, que se não forem administrados, definem o sucesso ou fracasso da sua empreitada. 

Estabelecer horários, demarcar limites, manter-se atualizada, cultivar o entusiasmo e estímulo para continuar mesmo com as dificuldades, manter-se focada nas suas metas são só alguns dos desafios que temos que lidar praticamente todos os dias.

  • Estabeleça limites: Interrupções dos filhos, do marido, da empregada são constantes, e precisamos deixar claro quais os momentos em em quais ocasiões podemos ser interrompidas. Deixar claro para as crianças que a mamãe está em casa, mas não está disponível é complicado para nós, mas imagina para a cabecinha deles! Então reservar aquele tempinho para desfrutar com as crianças não é negociável, facilitará eles entenderem que terão uma parte do seu tempo, mas que na outra, você precisa se concentrar no trabalho.
  • Siga um planejamento: Pra quem como eu, não tem secretária do lar, fazer um planejamento dos afazeres domésticos também é importante para não comprometer o trabalho com paradas inesperadas para passar roupa ou fazer comida. 
  • Otimização do tempo: Trabalhar em casa enfoca um fator importante: ser multi-tarefa. Fazer o tempo render é um desafio. Nossa jornada é tripla, às vezes múltipla. Mãe, dona-de-casa, esposa, profissional e também mulher. Portanto, aproveite as tarefas que podem der feitas em dupla. Por exemplo: Enquanto faço um arroz para a janta, vou checando meus e-mails nos intervalos. Enquanto ajudo na tarefa de casa do Henry, aproveito para passar alguns moldes para o papel cartão... Mas sem sobrecarga, hein! Saiba dosar.  
  • Dê uma pausa quando necessário: Não podemos esquecer das nossas necessidades e às vezes, nos priorizar entre as outras urgências. Ser artesã me faz feliz, mas reservar um tempinho para cuidar do visual, sair com o maridinho, assistir um filminho, em casa ou no cinema... Isso tudo tem que ter lugar nas nossas vidas, é isso que nos mantém 'inteiras' para tudo mais que nos é exigido.

Bem, fácil não é gente! E quem diz que é, ou é mulher-maravilha ou tá mentindo!
Eu não sou mulher-maravilha, e não gosto de mentir para mim mesma. 
O negócio é ter uma certa disciplina, um pouquinho de jogo de cintura (que todas nós mulheres temos sim), focar no objetivo e viver um dia de cada vez, dando um passo de cada vez também.

Se você é do tipo que não consegue se organizar, tenha uma agenda, siga ela, rearrume as tarefas dela quando necessário. 
Tente não misturar as coisas, estresses do trabalho, que apesar de ser gostosíssimo ser artesã, todas nós ficamos um pouquinho tensas às vezes com um prazo, ou um material acaba numa hora ingrata. Não desconte nos filhos e na família... Pare, descanse um pouco, retome o trabalho quando estiver se sentindo inspirada denovo. A família perto é um privilégio mesmo, e tem o poder de mudar seu estado de humor exatamente quando você precisa.

Mas amigas, não estou ditando regras não, tá? Quem sou eu para fazer 'guia da artesã feliz' ?!!! Só estou compartilhando com vocês um pouquinho do que aprendi na prática no último ano, em que o artesanato entrou com tudo na minha vida, mudando tuuuuuuuudo, me fazendo ver as coisas de outras maneiras, ver a vida com outros olhares, me ensinando a cultivar a paciência e o capricho (com meus trabalhos e na vida), por que no fim, é isso que faz a diferença: o quanto você se dedica a algo e o carinho que você põe no que faz é que define o resultado final!

Espero que aproveitem as dicas, se elas ajudarem pelo menos uma de vocês é sinal que fui útil e isso não tem preço. Que elas sirvam para tornar os dias de vocês cada vez mais coloridos e bem vividos!

Antes de me despedir, quero compartilhar com vocês, que fazem parte dos meus dias, sempre, mais uma coisinha. Amanhã é um dia especial para mim, muito especial: Niver de casamento! 8 anos ao lado de um maridinho que me ajudou a crescer, que sempre me estimulou, que me completa, um cara que me mantém apaixonada até hoje como no primeiro mês de namoro. Já passamos por poucas e boas, já tivemos altos e baixos, tantos que esses 8 anos parecem 16, mas como disse Gonzaguinha, "começaria tudo outra vez"! E o prêmio disso tudo são as mais ricas preciosidades da minha vida, nossos meninos! Henry e Ian são os frutos de todo o amor que cultivamos nesses 8 anos. Mozão, fessô, te amo mais que pudim-de-leite-moça!
Pronto, declarações feitas, lá vou eu! Volto assim que tiver alguma coisinha pronta. Deixo meu enooooooorme agradecimento a quem teve a paciência de ler esse post até o final, vocês são realmente d+!

Bjinhos e ótimo retorno à vida =]

15 comentários:

Bela disse...

Oi, Géssica!
Eu sou uma mãe que trabalha em casa!! Ufa!!rsrs...adorei seu post!
Seu trabalho é lindo!
Muito obrigada pela visita lá no Chá!!
Beijos!!!
Bela

Profº Alexandre disse...

Adorei o post, especialmente a parte que me toca...rsrsr....tiamufofeteesposa....by mariduuu

Luciana Siqueira disse...

Olá flor, realmente o ano só começa realmente após o carnaval. E claro que vc tem razão em todas as outras verdades que disse no seu post. Passei aqui para além de te dar um olá, agradecer pelo carinho deixado no orkut, vindo de vc que faz tantas coisas lindas, é bom demais. Beiiiju

Luciana Siqueira disse...

Ahhhh!!! E parabéns pelo niver de casamento...

Luciana disse...

Oi Géssica!

Gostei muito do seu texto... eu tenho uma realidade um pouco diferente, mas enfrento problemas parecidos: eu trabalho em meio expediente, mas desde que abro os olhos tenho coisas para fazer: a comida, o cuidado com as crianças, orientação de tarefas escolares, limpeza (para mim, de longe a pior parte). E dos meus paninhos, não abro mão!

Ser mulher não é fácil!!! rsrsrs
Parabéns pelo texto. Muito bom!
Beijos!
Lu

Luciana disse...

Oi Géssica!

Esqueci de dizer no comentário anterior... a imagem da mulher maravilha diz tudo sobre a nossa vida de mulher moderna. Amei!!!

Beijosss

Lu

Luciana disse...

Ah, e meus parabéns pelos 8 anos de casamento. Um casamento feliz é uma bênção! Deus proteja e abençoe a família de vcs!

(agora eu vou mesmo, de verdade! rsrsrsrs)

Lu

KINHA disse...

Olá Géssica

Adorei a sua visitinha, obrigada. Adorei seu blog e já estou te seguindo também.

Hoje a kinha está mostrando uma de suas viagens, venha conferir...

Bjooooooooooo............

http://amigadamoda.blogspot.com

So artes disse...

Oi Ge...lindo texto..somos todas assim :)
Mas eu me organizo tb...assim as coisas andam mais faceis!
Parabens pelo aniversario de casamento...que Deus abencoe voces :)
E sobre a rosa de cetim..é tão facil..nao fiz a minha porque achei na promocao..dai economizo no tempo....mas depois mostro como faço ok?
beijinhos carinhosos
So *Ü*

Gi Nogueira disse...

Oi Géssica...
Adorei o post, é bem assim mesmo,ainda estou bem atrapalhada, não consigo me organizar, casa, filhos,compra de materiais pra trabalho, encomendas,poucas,porém, tem que ser feito com muita dedicação, sou perfeccionista e as vezes isso me estressa tem horas que fico atordoada de tanta coisa pra fazer,vou tentar fazer uma rotina!!rsrs mais trabalhar em casa é meio complicado, ainda mais com um garotinho de 4 anos junto, rsrsr...mais é uma delicia assim mesmo,com o tempo a gente se acerta.
bjs Gé

Há não to conseguindo te linkar, suas atualizações não aparece pra mim...

Gi Nogueira disse...

Esqueci!!!Parabéns pelo aniversário de casamento...
Que Deus abencoe muito vc e sua família!!!
bj
Gi

Nídia e Patrícia Martins disse...

Oi Géssica...

Tem selinho para vc no blog PatButterfly !!!

Uma Boa semana !!! Bjos...

Gi Nogueira disse...

Oi Géssica tem selinho pra vc no meu blog!!!
bjs

Flor de Retalho by Claudia disse...

Oi Géssica!!
Vc é mesmo uma fofa, adorei seu comentário... obrigada!
E esse post então tem tudo a ver comigo também, sofro muito para administrar tudo aqui em casa e não misturar as coisas, haja organização! rsrs
Parabéns pelo niver de casamento!!
Bjssss

Sybelle disse...

Olá! Adorei cada cantinho do seu blog, tanto que comento nesse post antigo, porque me identifiquei muito mesmo..
Sou do RJ ( capital) e vi q vc é de Macaé, meu marido trabalha aí de 2ª à 5ª, mas espero que mude porque estou à beira da loucura, dois filhos pequenos, encomendas, casa, sem empregada, longe do maridão que me ajuda bastante em casa e com as crianças... UFA!!! Desculpe a carta, mas é só pra dizer que somos as Super M's (mãe, mulher, multi tarefa, mas feliz)
Parabéns pelo blog
Mil bjus, Sibelle.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...